terça-feira, 31 de maio de 2011

Ironman Brasil 2011





Atletas, homens e mulheres de aço, reuniram-se em Florianópolis/ SC, a prova mais famosa de triathlon: o Ironman. Entre os guerreiros, 4 eram da Run&Fun

Quem nos conta é a treinadora Bia, que acompanhou o grupo de 4 atletas Run&Fun que completaran os

3,8 km natação, 180 Km de bike e 42.195 mde corrida: "

Uma prova que exige muita dedicação de quem pretende realizar. Cada ano é um ano. Neste ano o mar não estava dos mais fáceis, com bastante correnteza, alguns atletas indo parar nas pedras no canto direito da praia. No ciclismo, muito vento que atrapalhou um pouco o desempenho. A corrida nunca fácil, afinal é uma maratona.

Roberto Fragoso terminou a prova muito feliz, e com vontade de fazer ano que vem para melhorar o tempo. Fez em 11h 35min. Breno Persona, fez uma prova cautelosa e terminou bem, em 12h. Daniel Riccioppo fez seu segundo iron, começou a sentir as costas na bike, e sofreu para correr. Terminou a prova muito emocionado. Ano passado tinha feito 12h20. Este ano fez 14h. Arthur completou seu quarto Iron. Fez 10h26min."

Parabéns atletas. Tri atletas de aço!


segunda-feira, 30 de maio de 2011

Obesidade. Podemos evitar medicamentos e a cirurgia?


Por: Dr. Henrique Grinberg. Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e pelo Instituto do Coração / HC - FMUSP

Recentemente foi divulgada uma pesquisa pelo Ministério da Saúde sobre o aumento do número de casos de obesidade e sobre peso na população brasileira. Cerca de 60 % da população possui sobre peso ou obesidade, dado preocupante para os setores de saúde, devido à associação entre descontrole do peso e as doenças metabólicas/cardiovasculares, como a hipertensão, o diabetes, o colesterol alto, etc, além dos problemas ortopédicos e pulmonares.

A relação entre o peso e a estatura ao quadrado define o índice de massa corpórea (IMC). Essa relação é usada para o diagnóstico e classificação da obesidade. Confira tabela abaixo:

Classificação

IMC ( peso/altura2 )

Baixo peso

< 18

Normal

18 – 24,9

Sobrepeso

25 – 29,9

Obesidade grau 1

30 – 34,9

Obesidade grau 2

35 – 39,9

Obesidade grau 3

≥ 40

Um dos pilares da cardiologia preventiva é o controle do peso através da dieta hipocalórica e atividade física regular, com impacto importante nas comorbidades associadas como a hipertensão, o diabetes e o colesterol alto. Porém a conscientização e a força de vontade é que vão determinar o sucesso dessas intervenções.

Portanto se você está acima do peso faça dieta com redução do aporte energético diário. Ou seja, coma menos calorias, diminua a quantidade de alimentos gordurosos e faça atividade física regular. Opte pelos exercícios aeróbios, cíclicos e contínuos, além dos exercícios de resistência e relaxamento muscular. Trabalhem grandes grupamentos musculares com caminhada, ciclismo, natação e corrida. Nas fases iniciais do treinamento se exercite de forma leve, 40 a 60 minutos por dia, três dias da semana e o aumento do volume e da intensidade deve ser gradativo e sob orientação técnica. Recomenda-se realizar teste ergoespirométrico entes de iniciar o programa para adequação das planilhas de treinamento, que são baseadas nos parâmetros fisiológicos adquiridos no exame.

A abordagem multidisciplinar, que envolve médico, educador físico, nutricionista e fisioterapeuta, é fundamental e estamos preparados para esse desafio juntos!

Respondendo a pergunta acima, é possível sim!!! E essa é a forma mais saudável de adequar o peso e promover a saúde, evitando uso de medicamentos com efeitos colaterais indesejáveis, cirurgia e doenças no futuro.

Boa semana para todos nós!

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Marcel J Potolski: duas maratonas fora e mais uma por vir, ainda em 2011!


Atleta e engenheiro, treina há 8 anos a já participou de 2 maratonas. Como ele mesmo nos conta, começou a treinar focado na melhoria da saúde e condicionamento físico e “já alcancei muito mais que isso...”

Confira!

Quais são os seus objetivos para 2011, na corrida?
Em outubro 2011 irei correr a Maratona de Amsterdam. Para atingi-los, é preciso muita disciplina, dedicação , superação, e claro..perdendo uns quilinhos com a Suzana Bonumá!

Sobre as provas Internacionais, de quais já participou?
A primeira, foi Berlim 2008 e Paris 2010. Fiz a de Berlim em 4h43min e a da Paris em 4h55min.

Você acredita que o esporte contribui para outras atividades?
Não tenho a menor dúvida que a corrida me ajudou e muito profissionalmente, pois trabalhando na área comercial da Philips, entendo a necessidade de ser ter metas atingíveis, através de um bom planejamento e uma excelente execução.

Qual a maior dificuldade enfrentada nos treinos e provas?
A maior dificuldade é conciliar a família (tenho uma filha de 1 ano e 10 meses) e o trabalho, pois as corriqueiras viagens que faço pelo Brasil afora fazem com que saia da rotina, e é aí onde mora o perigo...

Correr para você é... Um estilo de vida !!!!

É isso aí Marcel! E continue no preparo, semestre que vem tem mais!

Carlos Felipe Isaac: um gigante na Maratona de Paris.


O empresário, de 34 anos, treina em São Paulo, com a turma do Parque Villa Lobos e na USP. Praticante esportes desde sempre, o atleta nos conta que praticou natação durante toda a infância e ainda fez triathlon durante 6 anos, "mas a falta de tempo e a correria do dia a dia atrapalhavam uma rotina de treinamento e resolvi parar. Depois de muito tempo resolvi voltar e procurar a Run&Fun para ter um acompanhamento e para conseguir criar uma rotina de treinos orientados por profissionais."

Vamos então às perguntas. Seu relato sobre a participação até a linha de chegada é um dos mais emocionantes que já tivemos por aqui.

Quais eram as suas expectativas e objetivos quando começou a treinar?
Devido ao ritmo intenso de trabalho eu tinha abandonado os esportes. O principal objetivo no inicio era a qualidade de vida, estava 12 quilos acima do meu peso e o estresse já estava fazendo mau. É uma terapia, uma maneira de me preparar para o dia intenso no escritório, e conforme os resultados vão aparecendo você acaba criando objetivos. Decidi me preparar para correr uma maratona.

Alcançou os objetivos?
Perdi 12 quilos em menos de 8 meses e a minha qualidade de vida é outra! Passei a dormir bem, a ter uma rotina de treinos. Conforme os resultados dos treinos vão acontecendo, você passa a se sentir mais seguro e hoje não consigo ficar sem correr, passou a fazer parte do meu dia a dia: sem a corrida, falta equilíbrio.

Qual a maior dificuldade enfrentada nos treinos e provas?
Nos treinos é abrir mão as vezes da famila e amigos para dormir cedo, ou deixar de participar de festas ou viagens para ir treinar! Nas provas é o psicológico q comanda uma grande parte da sua performance! Nas provas longas a sua cabeça é responsável por 90% da sua prova, se vc nao esta bem, o resultado vai sofrer influencia direta, nao tem jeito!

E quanto as provas internacionais?
Só participei de uma, a minha primeira maratona, de Paris (este ano). Posso dizer que foi uma prova especial. Eu estava me preparando para essa prova há pelo menos 8 meses e os últimos6 meses foram de treinamentos intensos. Você abre mão de muita coisa para se preparar para uma maratona. Amigos, família, festas, churrascos; você dorme cedo e acorda de madrugada para treinar, passa alguns dias do seu mês totalmente focado nos treinos, segue dieta, tudo para conseguir alcançar um objetivo. A minha meta era fazer os 42km em 3h50min, estava bem preparado para fazer esse tempo. Faltando 1 mês e meio para a maratona de Paris, em um dos meus últimos treinos longos eu tive uma lesão na panturrilha e fiquei quase 10 dias de muletas sem colocar o pé no chão, achei que estava fora da prova, mas com tratamento, muita fisioterapia, apoio de todos os meus treinadores, voltei a treinar e com um treinamento especifico e bem cauteloso, recebi a garantia de todos que eu correria a prova, mas com todos esses problemas, eu deveria estar preparado psicologicamente para fazer a prova entre 4h ou 4h e 15min. Era dificil absorver isso, mas tinha que aceitar.

Fui para Paris e aquele dia, seguindo oque o meu treinador me passou na vespera fiz um inicio bem controlado, em um ritmo bem seguro. O medo de todos era que eu voltasse a sentir a lesão e que ela me tirasse da prova. E como era minha primeira maratona, existia tambem o medo do pós 30 km, uma novidade para todos os estreantes, oque pode acontecer com meu corpo ou com a minha cabeça, quando eu passar pela barreira dos 30, 35 km?

Depois que passei pelos 21km, eu me sentia otimo, nem parecia que eu corria metade da prova, resolvi acelerar, e fui imprimindo um ritmo crescente a cada km, quando passei dos 30, passei pelo meu treinador e vi que dava para ir alem e acelerei mais e assim fui controlando meu ritmo, observando os sinais do meu corpo e me sentia cada vez melhor e impus um ritmo melhor. No final da prova, o filme que me passava na minha cabeca eram meus amigos, todo o esforco para estar ali correndo, minha lesão, todas as sessões de fisio, as benditas muletas que eu tive que carregar por 10 dias...

Ao cruzar a linha de chegada a sensação de superação, de força, de capacidade de realizar um sonho é indescritível, você se sente um gigante! Cheguei fisicamente muito bem, estava inteiro, e ao olhar o meu tempo, 3h45 min eu desmoronei em lagrimas! Inacreditavel! Para algumas pessoas esse tipo de coisa pode parecer boba, sem sentido, mas a superação, a conquista de um objetivo, não tem preço, não tem explicação, simplesmente é magico!!!!

Para mim, o esporte é fonte de energia para as outras atividades! O dia após um treino logo cedo rende, eu trabalho com disposição, consigo manter o equilíbrio emocional em diversas situações! Quando não treino por algum motivo, minha família e meus funcionários percebem muito rapidamente que eu estou sem treinar.

Correr para você é...
Paixão!!!! É fonte de energia para a minha cabeça e para o meu corpo!



Luciana Fioravanti: de Porto Alegre para o mundo!

Gaúcha, fisioterapeuta e atleta Run&Fun, a moça treina à distância e cumpre suas planilhas correndo em Porto Alegre: no Parcão, na Redenção, no Parque da Marina e ainda, na Avenida Beira-Rio.Corredora há sete anos, em 2006, ao participar da Maratona de São Paulo, conheceu o Mario Sergio. "Então me tornei uma Run&Fun" - diz.

Luciana sempre aspirou correr maratonas. Treinando, ainda descobriu outras provas como as de montanhas, que gosta muito de fazer.

Confira abaixo a sua estimulante entrevista!

Primeira prova Internacional: qual foi?
Buenos Aires

E depois?
Já participei da Maratona de Buenos Aires, 2 vezes, da Meia Maratona de Buenos Aires e a Maratona de Paris. A Maratona de Buenos Aires é emblemática pois no ano de 2008, treinando para esta prova sofri uma lesão que prejudicou bastante meu desempenho. Retornei em 2009 completamente recuperada e repeti a marca que já tinha alcançado em São Paulo: 3h47min.
Também em Buenos Aires, em 2010, tive minha melhor performance nos 21Kms: 1h42min.Penso que o clima, charme da prova e não ter que se adaptar a um fuso horário diferente, são fatores que me ajudaram a desenvolver e manter um bom ritmo de prova

Qual o seu melhor tempo em provas internacionais? E o pior?
O melhor foi em Buenos Aires e o pior em Paris (recentemente, em 10 de abril): 3h59min. No caso de Paris a temperatura atípica (por volta de 25graus), o clima seco, o fuso horário e o desgaste da viagem foram elementos que eu desprezei. Larguei em ritmo muito forte e não consegui manter. Foi uma excelente experiência e aprendizado.

Quais são os seus objetivos para 2011, na corrida?
Estar sempre alerta em relação ao meu corpo para não sofrer nenhum tipo de desgaste excessivo, pois estou em um ótimo momento com músculos e ossos em dia! Manter meu ritmo atual nas provas curtas e realizar uma Maratona no segundo semestre.

E como pretende atingi-los?
Treinos, determinação, repouso, suplementação esportiva e alimentação a mais próxima possível do ideal. Além de seguir com o trabalho complementar de alongamentos, massagens, correção e consciência corporal. Um ingrediente a mais: sentir alegria ao correr!

Você acredita que o esporte contribui para outras atividades?
Sim, no meu dia a dia profissional sou muito exigida fisicamente e emocionalmente. A corrida me deixa disposta e com energia o suficiente para tratar e passar uma mensagem de saúde aos meus pacientes

Qual a maior dificuldade enfrentada nos treinos e provas?
A lista é grande! Poderia citar as 4 estações do ano e suas variações climáticas, a distância geográfica dos meus amigos e treinadores, etc.. Mas, na verdade, sinto que as dificuldades não podem ser mais fortes do que o meu desejo e prazer em correr, viajar, conhecer lugares e pessoas

Correr para você é...
Esta pergunta me lembrou aqueles cartões em que um casalzinho sorri e diz : Amar é...e as respostas são infinitas! Assim é com a corrida. Correr é vibrar positivamente com a vida, com as pessoas, é se renovar a cada treino e a cada obstáculo, se fortalecer física, mental e emocionalmente. Correr é Amar!

Muito obrigado Lu, por compartilhar sua experiência e amor conosco!

terça-feira, 24 de maio de 2011

Você e seu coração envelhecendo "relaxados"


Por: Dr. Henrique Grinberg. Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e pelo Instituto do Coração / HC - FMUSP

Todos os segundos, minutos, horas, dias, meses, anos das nossas vidas estamos envelhecendo. Porém com um bom estilo de vida, os dias virão com qualidade e menor probabilidade de adquirirmos uma doença cardiovascular.

Uma das principais modificações da estrutura do coração com o passar dos anos é a perda da sua massa e consequentemente da sua elasticidade, da mesma forma que ocorre com a musculatura esquelética. O relaxamento do coração, conhecido por diástole, depende de sua elasticidade para fazê-lo adequadamente. Um dos principais problemas cardiovasculares com o passar dos anos é o prejuízo no relaxamento cardíaco e a manifestação de sintomas como a falta de ar aos esforços, conhecido como insuficiência cardíaca diastólica. Essa condição limita os indivíduos de suas atividades, é causa comum de internação hospitalar e compromete a qualidade de vida.

Recentemente pesquisadores americanos estudaram dois grupos de pessoas com mais de 65 anos. Um grupo sedentário durante toda a vida e outro grupo que frequentemente pratica atividade física há 25 anos. Os resultados foram impressionantes. O grupo sedentário possuía massa cardíaca bem menor do que o grupo treinado e o coração desses que se exercitam tiveram massas cardíacas semelhantes aos corações de indivíduos bem mais jovens, entre 25 e 35 anos.

Praticar atividade física regular preserva a massa muscular do coração, mantendo sua elasticidade, o que parece diminuir as chances de desenvolver doenças cardiovasculares freqüentes como a insuficiência cardíaca. Praticar atividade física regular é garantir que você e seu coração envelheçam relaxados!

Boa semana para todos nós!


segunda-feira, 23 de maio de 2011

E agora, só falta ela: Maratona de Porto Alegre!

Confira o texto de quem esteve lá!

Ontem estivemos na Maratona de Porto Alegre: 15 atletas participaram, todos finalizaram a prova. A largada aconteceu no horário (7h feminino e 7h15 masculino), dentro do estacionamento do Barra Shopping, o que deixou muito bem organizado as tendas das assessorias e toda a estrutura. A hidratação aconteceu a cada 3km e Gatorade em 4 pontos. A Meia de revezamento largou às 8h.

No sábado já imaginávamos que na prova faria calor: 15 graus na largada, mas logo começou a esquentar e quando nosso último atleta terminou, o termômetro já marcava 28 graus.

Consegui ver todos no 16º km e depois no 30º km, onde já passaram sentindo o forte calor que aumentava rapidamente. No final, todos sofreram com o calor e os tempos acabaram ficando acima do previsto, mas já nas orientações antes da prova eu havia recomendado que com o aumento da temperatura, o ideal seria segurar o ritmo para atenuar o desgaste final.

Parabéns a Todos e ao Leo que correu muito!

Daniel Neves
Treinador

2a Etapa Short Santa Cecília


A Praia dos Milionários, em Santos, recebei a 2a Etapa Short Santa Cecília. Cinco atletas Run&Fun participaram da prova que conta com 750m de natação, 20km pedalando e 5km com os pés na pista.

Destaque para o trio feminino que representou muito a equipe Run&Fun: Aline Gomes foi a 3a colocada na geral, Flávia Bellini foi 1a colocada na categoria e Adriana Baffa chegou em 2o lugar. E ainda: parabéns ao Fernandinho que baixou 7 minutos seu tempo em relação à etapa anterior!




9º Desafio Subida da Serra de Campos

O time reunido


Ontem, dia 22/05, com o céu azul e a temperatura agradável, a cidade de São Bento do Sapucaí foi palco para a largada do 9º Desafio Subida da Serra de Campos. Entre os 37 km de percurso, 13 km foram de subidas com trecho para disputa de Rei da Montanha

Entre os 700 atletas inscritos, Alvaro Leopoldo, Cláudio Gusela, Denise Marrone, Enrico Porta e Sérgio Galvão, representaram a Run&Fun na prova.

O percurso, divulgado pouco mais de uma semana antes do evento, deixou os atletas apreensivos. Não foi para menos: o trecho de subida iniciava com 800 metros de altitude e terminava em 1800 metros, fazendo com que vários atletas empurrassem suas bikes.

Nossa atleta Denise Marrone ficou em 3º Lugar em sua faixa etária. Enrico Porta, foi o 1º atleta R&F a completar a prova.

Valeu galera!

E a subida da serra!



Resultados:

Nome:

ENRICO PORTA

Número de Peito:

41

Sexo:

M

Equipe:

RUN & FUN

Tempo Final:

02:24:16.653

Categoria:

M4044

Modalidade:

AMADOR

Tempo Montanha

01:06:50.30

Classificação Total

272

Classificação por Categoria

33

Classificação por Sexo

265

Velocidade Média Total

15,3

Nome:

CLAUDIO ANTONIO GUSELA

Número de Peito:

505

Sexo:

M

Equipe:

RUN & FUN

Tempo Final:

02:45:59.207

Categoria:

M5559

Modalidade:

AMADOR

Tempo Montanha

01:13:08.60

Classificação Total

457

Classificação por Categoria

7

Classificação por Sexo

441

Velocidade Média Total

13,3

Nome:

ÁLVARO LEOPOLDO E SILVA FILHO

Número de Peito:

230

Sexo:

M

Equipe:

RUN & FUN

Tempo Final:

02:49:02.200

Categoria:

M5054

Modalidade:

AMADOR

Tempo Montanha

01:11:49.10

Classificação Total

481

Classificação por Categoria

30

Classificação por Sexo

464

Velocidade Média Total

13,1

Nome:

SERGIO N GALVAO BUENO

Número de Peito:

465

Sexo:

M

Equipe:

RUN & FUN

Tempo Final:

02:51:33.502

Categoria:

M5559

Modalidade:

AMADOR

Tempo Montanha

01:22:14.65

Classificação Total

503

Classificação por Categoria

10

Classificação por Sexo

484

Velocidade Média Total

12,9

Nome:

DENISE MARRONE RIBEIRO

Número de Peito:

903

Sexo:

F

Equipe:

Tempo Final:

03:12:23.052

Categoria:

F4549

Modalidade:

AMADOR

Tempo Montanha

01:26:12.75

Classificação Total

618

Classificação por Categoria

3

Classificação por Sexo

31

Velocidade Média Total

11,5