quinta-feira, 26 de maio de 2011

Luciana Fioravanti: de Porto Alegre para o mundo!

Gaúcha, fisioterapeuta e atleta Run&Fun, a moça treina à distância e cumpre suas planilhas correndo em Porto Alegre: no Parcão, na Redenção, no Parque da Marina e ainda, na Avenida Beira-Rio.Corredora há sete anos, em 2006, ao participar da Maratona de São Paulo, conheceu o Mario Sergio. "Então me tornei uma Run&Fun" - diz.

Luciana sempre aspirou correr maratonas. Treinando, ainda descobriu outras provas como as de montanhas, que gosta muito de fazer.

Confira abaixo a sua estimulante entrevista!

Primeira prova Internacional: qual foi?
Buenos Aires

E depois?
Já participei da Maratona de Buenos Aires, 2 vezes, da Meia Maratona de Buenos Aires e a Maratona de Paris. A Maratona de Buenos Aires é emblemática pois no ano de 2008, treinando para esta prova sofri uma lesão que prejudicou bastante meu desempenho. Retornei em 2009 completamente recuperada e repeti a marca que já tinha alcançado em São Paulo: 3h47min.
Também em Buenos Aires, em 2010, tive minha melhor performance nos 21Kms: 1h42min.Penso que o clima, charme da prova e não ter que se adaptar a um fuso horário diferente, são fatores que me ajudaram a desenvolver e manter um bom ritmo de prova

Qual o seu melhor tempo em provas internacionais? E o pior?
O melhor foi em Buenos Aires e o pior em Paris (recentemente, em 10 de abril): 3h59min. No caso de Paris a temperatura atípica (por volta de 25graus), o clima seco, o fuso horário e o desgaste da viagem foram elementos que eu desprezei. Larguei em ritmo muito forte e não consegui manter. Foi uma excelente experiência e aprendizado.

Quais são os seus objetivos para 2011, na corrida?
Estar sempre alerta em relação ao meu corpo para não sofrer nenhum tipo de desgaste excessivo, pois estou em um ótimo momento com músculos e ossos em dia! Manter meu ritmo atual nas provas curtas e realizar uma Maratona no segundo semestre.

E como pretende atingi-los?
Treinos, determinação, repouso, suplementação esportiva e alimentação a mais próxima possível do ideal. Além de seguir com o trabalho complementar de alongamentos, massagens, correção e consciência corporal. Um ingrediente a mais: sentir alegria ao correr!

Você acredita que o esporte contribui para outras atividades?
Sim, no meu dia a dia profissional sou muito exigida fisicamente e emocionalmente. A corrida me deixa disposta e com energia o suficiente para tratar e passar uma mensagem de saúde aos meus pacientes

Qual a maior dificuldade enfrentada nos treinos e provas?
A lista é grande! Poderia citar as 4 estações do ano e suas variações climáticas, a distância geográfica dos meus amigos e treinadores, etc.. Mas, na verdade, sinto que as dificuldades não podem ser mais fortes do que o meu desejo e prazer em correr, viajar, conhecer lugares e pessoas

Correr para você é...
Esta pergunta me lembrou aqueles cartões em que um casalzinho sorri e diz : Amar é...e as respostas são infinitas! Assim é com a corrida. Correr é vibrar positivamente com a vida, com as pessoas, é se renovar a cada treino e a cada obstáculo, se fortalecer física, mental e emocionalmente. Correr é Amar!

Muito obrigado Lu, por compartilhar sua experiência e amor conosco!

Nenhum comentário:

Postar um comentário