quinta-feira, 30 de junho de 2011

Desafio Pharmaton Corpo e Mente: a propaganda que está passando na TV!

Aterosclerose. Que nome feio! Atividade física também melhora isso?


Por Dr. Henrique Grinberg. Especialista em Cardiologia pelo InCor FMUSP e pela Sociedade Brasileira de Cardiologia. Médico Cardiologista do Hospital Sírio Libanês. Contato: henrique.grinberg@hotmail.com

Nos últimos textos conversamos um pouco sobre pressão alta, obesidade, descontrole dos triglicérides, sedentarismo e suas relações positivas com atividade física regular. Os exercícios contribuem para o controle dessas comorbidades em paralelo com bom estilo de vida. Esse controle objetiva prevenir uma série de problemas clínicos, na maioria cardiovasculares, entre eles a aterosclerose.

Aterosclerose significa esclerose da parede das artérias, com acúmulo de gordura nesses vasos, processo inflamatório local, e obstrução das progressiva das artérias. Essa doença, portanto, possui causa multifatorial e seus maiores contribuintes são os problemas citados acima, além do diabetes, do tabagismo e do fator genético. Sua consequência é a obstrução dos vasos do corpo e em especial no coração é responsável pela angina, infarto e morte.

Muito se sabe sobre o poder da atividade física regular sobre as comorbidades acima citadas, porém no controle da aterosclerose diretamente não. Recentemente um estudo publicado por pesquisadores japoneses, concluiu que pessoas com aterosclerose instalada e que possuiam suas comorbidades controladas (diabetes, pressão arterial, e colesterol), obtiveram queda de marcadores dessa doença após programa de exercícios regulares em relação a um grupo com mesmo perfil de doença, porém sedentários. Ou seja os exercícios regulares podem também diminuir a velocidade de progressão da doença que machuca o vaso, causa angina, infarto e morte. Que poder tem esse “remédio"!!

Portanto, continuem fazendo seus exercícios, estimulem as pessoas que não fazem. A equipe multidisciplinar é fundamental na orientação, estamos preparados para isso.


quarta-feira, 29 de junho de 2011

José Carlos, atleta Run&Fun, na Meia de Genebra



Este ano, no dia 15 de maio, tivemos um atleta participando da meia de Genebra. Foram 5700 participantes, correndo pelas ruas suíças, sob os olhares de um público de 45.000 pessoas.

Confira abaixo o relato de José Carlos!

Genebra, nos pés dos Alpes, no coração da Europa e um colírio para os olhos

Neste ano resolvi passear de trem pela Europa durante a primavera no hemisfério norte, e para melhor aproveitar a viagem, decidi que deveria correr uma meia maratona por lá. No período desejado (2ª quinzena de maio) duas opções surgiram: Gotemburgo (Suécia) e Vinhateira do Rio Douro (Portugal), ambas no dia 22/maio. A 1ª descartei por ser no norte da Europa, um pouco fora da rota de minha viagem, e a opção pela meia do Porto ganhou força, apesar de várias reclamações que encontrei na “internet” sobre a edição de 2010 desta prova, principalmente por falta de água nos poucos postos de abastecimento, devido ao forte calor que fez.

Não me agradava também correr no dia 22/maio, pois seria no meio de minha viagem e preferia mais no inicio. Mas eis que, lendo a edição da revista Contra Relógio de janeiro, descobri uma nova opção: a meia maratona de Genebra, no dia 15 de maio. O site da corrida ainda não estava totalmente pronto, mas pelo filme disponível sobre a edição de 2010, pude verificar o potencial da prova e decidi me inscrever, o que foi feito via web e com o valor da inscrição em torno de R$100,00. Depois da inscrição, periodicamente, passei a receber e-mails sobre a prova.

Num mesmo evento são realizadas quatro corridas: no Sábado às 14:00h ocorre a “La Genevoise”, uma corrida de 6 km para as 1ªs 800 mulheres que se inscreverem na maratona ou na meia-maratona. Depois às 15:10h tem a largada para a “Kids Run”, com a participação de 150 crianças, que correm de 500m a 3 km. No Domingo às 8:30h tem a largada da maratona e no mesmo local às 10:30h ocorre a largada da meia-maratona. Em 2011 foi realizada a 7ª edição da prova, que pretende estar entre as 15 melhores e maiores maratonas da Europa até 2015. Neste ano o total de participantes foi superior a 5.700, de 90 nacionalidades diferentes e apenas 60% residentes na Suíça.



Mas voltando à viagem, no dia 11 de maio embarquei de São Paulo com destino a Paris. Após chegar e passear pelas margens do Rio Sena, ao ver várias pessoas treinando lembrei-me de uma reportagem recente que passou no Fantástico (Rede Globo), sobre um apresentador que precisa perder alguns quilos controlando a alimentação e realizando exercícios físicos, e um dos capítulos mostrou este apresentador treinando neste mesmo local.

No Sábado, dia 14, embarquei no Lirya, um TGV (trem-bala), cuja velocidade chega a 320 km/h e numa viagem confortável de 3 horas cheguei a Genebra. Os dias em Paris estavam lindos, ensolarados, mas a chegada em Genebra foi debaixo de uma fina garoa. Deixei a bagagem no hotel e fui para o local de entrega dos kits. Tudo bem próximo e os turistas ainda recebem dos hotéis um passe que lhes permite utilizar os transportes públicos gratuitamente pelo período que permanecerem hospedados. Da mesma forma que se preocupam com saúde e educação, os governos europeus preocupam-se também com os transportes e, como ocorre na maioria das cidades europeias, em Genebra o serviço de transportes também é operado pelo governo.

A retirada do kit transcorreu sem filas, sem problemas, tudo bem organizado, mas uma decepção, o que eu já desconfiava confirmou-se: não haveria camisetas, sequer para os participantes da maratona. Fora isto, um kit normal, com o número de peito e o chip. Foram fornecidos mapas sobre a cidade e informações precisas sobre o deslocamento até a largada. No meu caso, forneceram horários precisos até os minutos que o “bonde” passaria na parada próxima do meu hotel, e ainda avisaram-me que se eu perdesse o bonde das 9:09h, não haveria tempo de utilizar o guarda-volumes, e se eu perdesse o das 9:25h não chegaria a tempo para a largada.

O Domingo amanheceu com sol, a temperatura não passou dos 15 graus, e corri com camiseta de meia manga. O deslocamento até a largada foi sem problemas, no bonde só haviam corredores, a largada foi num local mais afastado (Chene-Bourg), no meio de um bairro residencial com muitas árvores.

Na largada encontrei um grupo de brasileiros de Porto Alegre, que no Domingo anterior participara da meia-maratona de Berlin e aproveitou para correr também a meia de Genebra. A reclamação deles foi com a monotonia da cidade. Realmente Genebra é considerada uma das cidades mais estéreis da Europa, com relação à diversão e emoção. A largada ocorreu sem problemas e começamos a correr em direção ao campo numa paisagem de perder o folego, indescritível. Quando não era uma típica vila suíça, era uma estrada no meio de plantações, com os Alpes como pano de fundo, e apesar da fama de frieza dos europeus senti muita vibração nos mais de 45.000 espectadores da prova.

A aproximadamente cada 4,5 km havia postos de abastecimento, com água e isotônico. No km 9 havia também gel e nos kms 13,2 e 17,6 bananas e laranjas. No 1º posto de hidratação tomei o isotônico oferecido num copo de plástico aberto, um líquido amarelo meio amargo, mais parecendo um chá. Nos postos seguintes só tomei água. Depois de correr 5 km em direção ao campo, voltamos para a direção do lago, o qual atingimos no km 10, e a partir dai voltamos correndo em volta do mesmo. Próximo ao km 13 cruzamos a 1ª ponte sobre o Rio Rhône, num total de 5 travessias de pontes, até o km 20 já do outro lado do lago e prontos para o “sprint” final de 1km, sempre ao lado do Lago de Genebra, também chamado de Lago Léman. Consegui terminar a prova em 2:00 horas dentro de minha expectativa.

Na minha faixa de idade (60-70 anos) havia 68 corredores e terminei em 31º. O corredor mais idoso tinha 76 anos. Na chegada só havia medalhas para os participantes da maratona e o kit recebido incluía bolo, cereais, frutas, alguns brindes e dentre eles um foi bastante providencial, pois, de repente, nuvens formaram-se e caiu uma chuva por uns 10 minutos, logo após eu receber uma capa de chuva da “Tribune de Genève”.

Na oportunidade encontrei mais brasileiros: um grupo de Florianópolis e um casal de Salvador. Cumprida a missão, caminhei por aproximadamente 1 km até o hotel, relaxei por meia hora num banho de imersão em água quente e depois fui curtir novamente Genebra. Aproveitando que existem muitos portugueses residindo e trabalhando por lá, fui comer um bacalhau do Porto, depois visitar o centro histórico, passear de barco no lago etc. No dia seguinte a viagem continuaria por um dos lugares mais bonitos da Europa: os Alpes Suíços. Uma coisa eu posso garantir: se inscrevam para a edição desta prova em 2012 que não se arrependerão (www.genevemarathon.org).



Obrigado Zé! Incríveis as suas palavras, a clareza que mostra na paixão por correr!

segunda-feira, 27 de junho de 2011

Equipe Run&Fun RJ na Golden Four


Com a largada no Recreio e chegada em São Conrado, a prova de 21km, inaugurou o circuito de provas da Asics e levou, neste domingo, 4 mil atletas às ruas do Rio de Janeiro.


Entre os inúmeros pontos positivos da prova, destacamos aqui a pontualidade da largada, que aconteceu às 7h da manhã, o percurso com poucas subidas e os pontos de hidratação com isotônico e água a cada 3 km. E além disso tudo, o inesperado: os atletas inscritos ainda foram convidados a participar de um evento para entrega de kits com palestra, rodízio de massas, exposição de produtos e personalização de camisas.


Entre nossos Run&Fun, destaque para Iuri Totti e Renata Gualberto que superaram seus tempos em relação a última meia, completando a prova em 1h57 e 2h20 (20 e 15 minutos a menos) respectivamente. Marcelo Gama completou os 21km em 1h39 e João Marcos Ruzzante chegou em 2h06.


Track&Field Run Series: bem no feriado, várias surpresas!


Ontem aconteceu, em São Paulo, a já tradicional prova Track & Field Run Series 10k, no Shopping Villa Lobos. O grande destaque da prova (além da ótima organização), é o percurso, que com poucas subidas, faz a prova ideal para atletas de todos os níveis.

Entre os 51 atletas Run&Fun que participaram, destacamos aqui alguns para felicitar com toda a nossa emoção:

- Adriana Gomes Pereira Maurmo, Cristina Yumi Hikawa, Marisa Petruci Kanegae e Miriam Medeiros Borges Miller que completaram sua primeira prova de 10km. Parabéns!

- Darcio Alves, que fez em 38’50” e João Ricardo Dal Pont de Oliveira, 38’45”

- Flavio de Souza Senra e Fernando Bisonti Silva, que bateram seus recordes pessoais, completando a prova em 44’45” e 36’30”, respectivamente.

- Isaac Stulman, que as 68 anos, correu a prova toda (correndo!!).

- Odete Conceição dos Santos, que chegou entre as 10 no geral.

- Francisco Ernando, 4º colocado no geral!

- Biba Russo e Claudinha Maragliano - que simplesmente não param de surpreender - conquistaram os primeiros lugares de suas categorias!

Quanto orgulho temos de vocês!! Parabéns!


terça-feira, 21 de junho de 2011

Enquanto isso em BH: 10 milhas Mizuno


Também no último domingo, aconteceu a prova 10 milhas Mizuno, em Belo Horizonte. A Run&Fun foi representada por quase 40 atletas!


A prova começou com tempo aberto e com temperatura baixa na largada: por volta de 18ºC. Só na largada. Em pouco tempo, a temperatura subiu, e mesmo assim, todos os atletas Run&Fun completaram muito bem a prova. Viva o preparo, as planilhas, os treinos!


O treinador Alberto Cordeiro Campos, que
esteve na largada e na marca dos 400m finais, conta a este blog, diretamente das terras mineiras, que a "excelente organização da prova, desde a retirada dos kits até os percursos bem distribuídos, proporcionou a cada corredor manter seu pace ideal do início ao fim da prova. Destaque individual para Laura Silviano Brandão e Vanessa Alvarenga (4k);Thiago Mendes e Isabela Passos ramos (8k); Bruna Silviano Brandão, Antonio Carlos, Vander Nunes, Waltencir Fialho, Erick Fonseca e Saulo Arruda. Todos chegaram com tempo abaixo do previsto e muito bem!"


E completa: "Parabéns a equipe técnica, que cumpriu com excelência o atendimento! Desde o Ramon e Miranne que organizaram, distribuíram kits e atenderam todos bem na tenda, ao Paulo que acompanhou os atletas correndo na prova e ao Vinícius que esteve com isotônico no km 12 e teve o cuidado com cada atleta que passava pelo trecho"

Valeu!!! Mais fotos no perfil Run&Fun do Facebook: http://www.facebook.com/pages/RunFun-Brasil/107496955937460



Circuito Vênus no Rio de Janeiro!


Aconteceu no último dia 19/06, na cidade do Rio de Janeiro, a etapa carioca do Circuito Vênus, uma prova preparada exclusivamente para receber mulheres.

Bravamente, as moças chegaram ao local da prova às 6h da manhã, ainda frio. Antes da largada a temperatura havia aumentado um pouco deixando o clima bem agradável.

Quem nos conta é o treinador Paulo Henrique Junior, o Juca: "A organização da corrida foi perfeita, tiveram postos de hidratação, organizadores de pista e batedores também. Tivemos o privilégio de subir ao palco da corrida e dar o alongamento geral na frente de muitas corredoras. Quanto as nossas corredoras, todas estiveram muito contentes com a organização."

Parabéns as atletas Nina Vieira, Camila, Isabella Pereira, Daniele Milagres, Ana Perroti e um especial Roberta Abreu que conseguiu baixar o seu tempo.

E mais um parabéns especial a Iuri Totti, que compareceu para apoiar sua esposa - atleta Ana Perroti!

E em meio às atletas Run&Fun da cidade maravilhosa, uma "intercambista": Luciana Amador Souto Barreiro, que já havia participado com a equipe Run&Fun RJ da Corrida da Ponte. Legal Lu!

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Pessoas com pressão alta podem praticar atividade física ?


Por: Dr. Henrique Grinberg, especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e pelo Instituto do Coração – HC-FMUSP. henrique.grinberg@hotmail.com

Sem muito mistério, a resposta é sim. Segundo as diretrizes brasileiras para tratamento da hipertensão arterial sistêmica de 2010 é recomendação classe 1 com nível de evidência A, ou seja, indicar atividade física para o controle da pressão arterial é correto e deve ser conduta prioritária tomada por nós profissionais da saúde.

Uma avaliação multidisciplinar antes do início do programa de atividade física e a periodicidade das reavaliações são fundamentais para a adequação das planilhas de treinamento, além da complementação da avaliação clínica caso a caso.

Diversos mecanismos fisiológicos estão envolvidos com a redução da pressão arterial após exercício físico e que influenciam no controle clínico da pressão arterial. Em paralelo, os efeitos adicionais na regulação do metabolismo são importantes no controle da resistência insulínica em pessoas diabéticas ou pré-diabéticas, no controle do colesterol e dos triglicérides, na redução do peso corporal, na interrupção do tabagismo, na melhor qualidade do sono, entre outros.

Se você é hipertenso faça atividade física regular, orientada por equipe multiprofissional, pelo menos 3 vezes por semana de 30 a 60 minutos por dia com intensidade leve a moderada ( 60 a 80% da freqüência cardíaca máxima ) com evolução lenta e progressiva conforme orientação dos seus treinadores. Atividade física de grande intensidade pode ser feita ao estar condicionado, mediante adequada orientação e com níveis pressóricos controlados. Dê preferência aos exercícios aeróbicos cíclicos e que envolvam grandes grupamentos musculares. Nunca se esqueça de seguir as orientações nutricionais fundamentais para o controle da pressão arterial (dieta sem sal, pobre em gorduras saturadas, bastante frutas, verduras e legumes, laticínios desnatados, baixa ingesta de doces e açucares, baixa ingesta de bebidas alcoólicas). Exercícios resistidos devem complementar a atividade física aeróbica.

Amigos da Run & Fun não se sintam “pressionados”, pratiquem atividade física e promovam a saúde!



terça-feira, 7 de junho de 2011

Treino especial no estádio Cícero Pompeu de Toledo

Nos sábados de 18/junho e 2/julho, realizaremos treinos especiais na Pista de Atletismo dentro do Estádio do Morumbi. Os treinos serão divididos em dois grupos, a saber:

18/ junho - atletas com tempo acima de 50 minutos nos 10 km;

· 02/ julho - atletas que estejam aptos a correr 10 km abaixo de 50 minutos.

Programação para os dois sábados:

7h30 às 8h00 – chegada dos participantes

· 8h00 às 8h20 – aquecimento

· 8h20 – trote na pista

· 8h30 às 9h30 – Treino Especial

· 9h30 – alongamento final

· 10h30 – previsão de término

Estacionamento Gratuito: – entrada pelo Portão 17 – Av. Giovanni Gronchi, haverá uma recepcionista da Cia Athletica no Portão 17 dando as boas vindas e instruções para estacionar.

Acesso a Academia: para facilitar o cadastro dos visitantes, cada atleta preencherá, no ato da entrada, uma ficha com: NOME, TELEFONE, RG e EMAIL, e entregar para a recepção.

Vestiários e Guarda volumes: Os vestiários estarão disponíveis para banho e os pertences poderão ser deixados nos armários. É necessário que cada atleta leve seu próprio cadeado uma vez que a Academia não se responsabiliza pelos objetos deixados no local.

Ao final do treino a Run&Fun oferecerá uma mesa com sucos e frutas aos atletas participantes.

Os interessados devem confirmar presença no e-mail do Coordenador Prof. Andre andre@runefun.com.br, indicando a data em que participarão. Para o treino de 18/06 favor confirmar até o dia 10/06 e para o treino de 02/07 as confirmações se encerram em 24/06.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Alerta: Crianças, se exercitem!




Por: Dr. Henrique Grinberg.

Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e pelo Instituto do Coração – HC-FMUSP

No último domingo, 5 de junho de 2011, foi apresentado no programa da Rede Globo – Fantástico, matéria sobre o condicionamento físico das crianças do século 21. A reportagem citou a pesquisa de um grupo inglês que verificou que as crianças com 10 anos de idade de hoje são mais fracas do que crianças da mesma faixa etária de 10 anos atrás. Essa constatação foi atribuída ao avanço da tecnologia dos últimos tempos, principalmente na área da informática, navegação na internet e jogos virtuais. Os pesquisadores notaram que as crianças do século 20 conseguiam fazer mais abdominais e sustentavam mais o próprio peso em uma barra, ou seja, eram mais condicionadas, mais fortes.

Essas informações preocupam os profissionais da saúde que trabalham com medicina preventiva. Na semana passada, escrevi um texto no Blog Run e Fun sobre o aumento da incidência de obesidade na população brasileira e mundial e suas conseqüências cardiovasculares. Analisando os fatos detalhadamente, percebemos que um dos fatores causais desse grave problema de saúde pública, se inicia na infância com o sedentarismo colaborado pelas poderosas indústrias da tecnologia.

Nossas crianças seduzidas pelos jogos virtuais e pela internet, acabam desestimuladas à prática de exercícios, crescem com baixa capacidade funcional e navegam contra um dos principais pilares da medicina preventiva. Em paralelo, descuidam da dieta saudável e dão preferência aos alimentos hipercalóricos e com alto teor de gorduras saturadas. O resultado disso é o descontrole do peso e cada vez mais precoce, o aumento da pressão arterial, aumento das taxas de colesterol e triglicérides, a resistência insulínica e o aparecimento das doenças cardiovasculares, cada vez mais em indivíduos jovens.

Em abril de 2011, foi publicado em uma das revistas de maior impacto da Cardiologia mundial um artigo sobre os esforços de uma empresa americana de jogos virtuais em parceria com a Associação Americana de Cardiologia (AHA) na elaboração de jogos que ofereçam aos jovens se exercitarem, como jogos de dança, de esportes aeróbicos, ginástica etc. O intuito é fazer as crianças se interessarem mais através de jogos executados fora das poltronas e sofás e que exijam esforço físico e maior gasto energético, do que jogos que exijam o trabalho dos dedos e do bumbum sentado com menor gasto energético. Essa dinâmica parece ser promissora, cerca de 60% das pessoas que praticam seus exercícios “virtuais” relatam ter estímulo para iniciar atividade física regular aeróbica com melhora no condicionamento físico e no gasto calórico.

Não deixem de observar essa importante questão nos filhos, netos, sobrinhos e alunos. Estimulem as crianças à prática regular de atividade física, saibam orientar as crianças e equilibrar suas atividades, assim elas podem usufruir dos seus consoles virtuais sedutores e navegar na internet com a musculatura ativa, condicionadas e o mais importante de tudo, promovendo a saúde !

Boa semana a todos !!!

Caso tenha alguma dúvida sobre cardiologia, pergunte ao nosso especialista: henrique.grinberg@hotmail.com

Curso Heart Saver

Na última sexta-feira, dia 03/06/ 2011, nossos treinadores compareceram ao Incor para participar do curso Heart Saver, voltado para treinamento dos socorros prestados a pessoas que venham a sofrer parada cardíaca.

O treinamento consiste nos procedimentos de RCP e também o uso do desfibrilador portátil (DEA).

Confira o pessoal em ação... nas fotos!