quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Night Run 2ª Etapa - Rio de Janeiro

Foi com clima muito agradável, estrutura bem localizada e muita descontração entre os atletas, que 15 atletas Run&Fun RJ participaram da 2ª Etapa Night Run, na Barra da Tijuca/ RJ, no último sábado, 27/08.

A largada aconteceu às 20h; os percursos com 5 ou 10km foram igualmente divididos entre areia e asfalto.

Parabéns aos atletas Iuri Totti, Ana Perroni, Caroline Santos, Julia Fontoura, Matheus Gouvea Peralta Santos, Isabella Barbieri, Pablo Sorj, Francisco Ribeiro Baptista Coutinho, Pedro Madureira de Pinho, Thiago Carlos de Carvalho, Cecília Coelho Romero, Cássia Valéria Muniz e Silva, Irani de Souza Bastos, Valéria Grizzotti Grimaldi Hansel e Thami Novaes de Farias!

Hood to Coast - parte II




Agora é o treinador Daniel, componente equipe formada por Odair, Rodolfo e Flavio Senra, Rodrigo Padua, Abel Spinola, José Luiz Hirota, Daniel Coudry, José Ricardo de Oliveira, Leonel Costa, Lindomar Araujo e Renato Koji, quem nos conta sua experiência na Hood to Coast e compartilha suas fotos conosco.

Confira!

"Realmente nossos atletas estavam bem preparados, na minha equipe, todos baixaram os tempos previstos e se superaram, e o melhor é que no final da prova, estavam muito bem, e elogiaram bastante nosso treino.

No geral a prova foi muito boa, cada equipe tem que se organizar. Procurei falar com os atletas antes da largada sobre os pontos importantes. Passamos 24hs na van, então o desgaste é muito grande. Quem tiver a oportunidade de conhecer, valeu muito a pena."









terça-feira, 30 de agosto de 2011

Hood to Coast - primeiro relato:

A van mais que personalizada levando nossos atletas pela Hood to Coast

Quem nos conta a aventura na maior prova de revezamento do mundo é o treinador Leonardo Oshiro:

"Aconteceu na última sexta e sábado, dias 26 e 27 de agosto, a 30° edição da prova de revezamento Hood to Coast em Portland. A prova carrega o título de ser a maior prova de revezamento do mundo, onde os competidores tem que completar 200 milhas ininterruptas (320 km), saindo da base do monte Hood - a leste da cidade de Portland - até chegar ao litoral - extremo oeste na costa do pacífico - em Seaside.

Segundo a organização, neste ano participaram mais de 15.000 corredores divididos em 1.200 equipes, além dos mais de 4000 voluntários que ajudaram na organização dos postos de troca e tráfego de veículos.

A Run e Fun mais uma vez mostrou sua força em provas internacionais participando com 2 equipes de 12 corredores cada, totalizando 24 atletas. Tivemos 2 treinadores acompanhando e correndo com os alunos, o professor Daniel Neves e eu, cada um com uma equipe. A minha equipe era formada por Fábio Colaferro, Armando Mesquita, Xandó, Ilana, Cláudia Matsui, Marcelo Gonçalves, Alain Levy, Alvarito, Eduardo Yassuda, Rudolf e Caio Romano.

A logística da prova exige que as equipes se dividam em duas vans de apoio, ou seja, 6 integrantes em cada van. Cada integrante corria 3 trechos totalizando 36 trechos até completar a prova. Fazendo a matemática cada atleta correu em média de 26 e 33 km, variando conforme as distâncias de cada trecho, com níveis de dificuldade variados.

Diferente do que conhecemos aqui no Brasil, as largadas da prova eram feitas em baterias de aproximadamente 15 equipes, a cada 15 minutos. A largada da equipe Lost in Oregon (a que acompanhei) foi às 15h da sexta. Os primeiros quatro trechos da prova eram em declive, com atenção especial para o primeiro: além do grande declive, era longo (10km), exigindo bastante do quadríceps dos atletas. O resto dos trechos da prova tinham uma pequena variação de altimetria, alternando em leves subidas e descidas ao longo do percurso, com exceção para o 5° e o 29°, com aclives longos e intensos de até 4 km de extensão.

Uma prova realmente dura que exigiu muito dos atletas, tanto da parte física como mental. Na minha avaliação pessoal nossos atletas foram muito bem considerando a fadiga acumulada ao longo da corrida, a dificuldade em se alimentar bem, além do pouco sono que se podia ter entre um posto de troca e outro. Portanto fica comprovada a qualidade do nosso trabalho no que diz respeito à preparação desses corredores, pois, apesar do interesse da maioria desse grupo ser a prática da corrida como qualidade de vida, se mostraram muito bem preparados para enfrentar uma prova de tamanha dificuldade.

Nossa equipe largou às 15h da sexta-feira e chegou por volta das 18:45h do sábado, fechando a prova em aproximadamente 27h45min.

Infelizmente não pude acompanhar todos os alunos da minha equipe devido a logística da prova mas 2 dos alunos que estavam na minha van se superaram."

E destaca ainda os pontos que considera positivos da prova:

- Descontração e alto astral dos participantes durante toda a prova
- Ótimo teste pra um trabalho em equipe
- Exige muita organização por parte dos atletas
- Reforça a união entre os corredores
- Visual incrível em meio à natureza em muitos trechos

E os negativos:

- Pouca sinalização ao longo do trajeto, principalmente à noite.
- Muito calor durante o dia, com temperaturas acima dos 30°.
- Não tem hidratação na prova.
- O primeiro trecho de 10km tem um declive extremamente acentuado.
- O atleta corre a maior parte do tempo na beira da pista, sem cones dividindo o acostamento e o tráfego.

Parabéns atletas!! Valeu!!





terça-feira, 23 de agosto de 2011

Como se exercitar nesses dias secos e poluídos ?


Essa notícia não é atual, porém nas últimas semanas vivemos dias muito secos e poluídos em todo o território brasileiro e em especial na cidade de São Paulo. A baixa umidade relativa do ar em níveis alarmantes e a grande quantidade de poluentes que pairam sobre nossas cabeças e agridem nosso trato respiratório constantemente, são preocupantes para os cidadãos paulistanos, sobretudo para quem pratica atividade física regular.

Essas condições ambientais insalubres favorecem o aparecimento de sintomas respiratórios desagradáveis e aumentam a incidência de doenças respiratórias agudas, como as infecções do trato respiratório. Nós, em especial os atletas, devemos estar cientes desse grande mal e tomar medidas de prevenção e proteção para ao trato respiratório.

Aí vão algumas dicas:

- Pratique suas atividades em locais com bastante área verde ou dentro de academias climatizadas.

- Hidrate-se adequadamente antes, durante e depois dos exercícios.

- Hidrate sua via aérea com soluções salinas via nasal e com freqüência.

- Coma alimentos saudáveis, dê preferência aos legumes, verduras e frutas.

- Use roupas adequadas e que permitam a troca de calor adequada.

- Prefira as primeiras horas da manhã e o fim da tarde para se exercitar.

- Evite locais de congestionamentos.

- Use colírios lubrificantes de lágrima artificial.

- Hidrate sua pele.

- Use umidificadores em casa e no trabalho.

- Aspire com freqüência carpetes, tapetes e cortinas em casa.

Boa semana para todos nós !!

Henrique Grinberg
Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e pelo Instituto do Coração – HC-FMUSP
Médico Cardiologista do Hospital Sírio Libanês – SP e do Hospital Nipo Brasileiro - SP
henrique.grinberg@hotmail.com

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

10 mandamentos para estilo de vida saudável e seguro.


1 – Tenha uma dieta balanceada e com pouco sal.

2 – Consuma bebida alcoólica com moderação e se beber não dirija.

3 – Não fume.

4 – Hidrate-se com frequência.

5 – Pratique atividade física aeróbica regularmente.

6 – Faça alongamentos antes e depois dos exercícios.

7 – Faça exercícios resistidos para fortalecimento muscular.

8 – Durma aproximadamente 8 hs por dia.

9 – Viaje / Tire férias.

10 – Faça avaliação médica e multiprofissional periodicamente. E siga as orientações!

Dr. Henrique Grinberg
Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e pelo Instituto do Coração – HC-FMUSP
Médico Cardiologista do Hospital Sírio Libanês – SP e do Hospital Nipo Brasileiro - SP
henrique.grinberg@hotmail.com

k42 - Bombinhas/ SC


A esperada prova de Santa Catarina aconteceu no último final de semana também: K42, em Bombinhas.

Com distâncias de 42,2km , 21,1km e 12,5km, seis atletas Run&Fun participaram da prova: Celso Goldenberg, Robson Fagundes, Daniela Frizzo, Marcelo Mello, Luciana Fioravanti, Celio Britto.

A prova, considerada "muito dura" pelos nossos treinadores, trouxe pódiuns aos atletas Run&Fun: Marcelo e Daniela ficaram em terceiro colocados no geral da prova revezamento (21,1km para cada um); Luciana Fioravanti, nossa atleta de Porto Alegre, que treina a distância chegou em primeira na categoria!

E nada mais propício e real do que o depoimento da Lu, sobre as dificuldades da prova. Cheios de carinho, reproduzimos aqui o e-mail enviado por ela, na íntegra:

"Querida equipe Run&Fun,


Este email enviado a grande parte dos treinadores, tem uma razão de ser.

A mais importante: é que em momentos de intenso desafio não vem a cabeça só um de vcs. Resgatamos a equipe inteira em nossas memórias para angariar forças e resistência.
Finalizado e concretizado o desafio, o desejo de compartilhar a satisfação é muito grande.
Tem provas, em que é difícil descrever a dificuldade...a k 42 é assim. Feita para quem tem muita experiência pois os treinos que fizemos não se aproximam nem de longe do que é a prova.

Há 3 anos, eu recebia convites para fazer dupla em Bombinhas. Jamais aceitei porque eu sentia muito medo do percurso. Recusei 2 solicitações no início deste ano, e com pouco mais de 3 semanas (apenas) faltando para o evento, aceitei o convite da Revista Contra Relógio por confiar demais em seu editor André Savazoni que é treinado pela MPR.

Sinto que mais do que os poucos treinos que fiz aqui em POA, foi fundamental: meu histórico, o carinho da equipe da revista e a presença dos atletas da Run&Fun.

Foi sem dúvida a prova mais difícil que já corri. Pior do que Mountain Do, X Terra e Circuito Brasileiro de Montanhas.

Por isso enfatizo, não basta treinar umas subidinhas e ritmo. Para este tipo de prova é necessário experiência e maturidade emocional, não cronológica rsrsrs. Além de uma planilha específica...

Daniela e Marcelo finalizaram em terceiro na geral duplas.

Robson e Celso Goldemberg heroicamente e por teimosia completaram os 42kms.

Eu e André Savazoni, ficamos em primeiro na categoria dupla mista.

E... no domingo (a prova aconteceu no sábado) eu e minha dupla, às 7hs30min fizemos um trotezinho com direito a paradinhas para apreciar o visual. Foram 40 minutos nas areias, subidas e pedras de Bombinhas com ossos e músculos no lugar.

Este é o melhor prêmio para mim! Eu não tenho o perfil do corredor que fica meses treinando, faz uma prova e depois fica meses parado curando as seqüelas físicas e emocionais. Para mim, o prazer está na emoção e na realização lúdica e ao mesmo tempo responsável da atividade que tanto me motiva que é correr, viajar, conhecer gente e lugares!

Penso que a Run&Fun pode compreender e atender a diversidade dos seus clientes e continuar sendo a maior assessoria esportiva do Brasil. Aliás, no Congresso técnico, sexta feira à noite, o Sr. Juan organizador do evento, perguntou no microfone quantos atletas da R&F estavam presentes."

Que orgulho! Muito obrigado Lu!

Golden Four SP - a última, para encerrar a semana!

Só ouvimos elogios sobre a prova. Foram 85 atletas Run&Fun correndo os 21km da etapa Sao Paulo.

Quem nos conta é o treinador Daniel que esteve por lá acompanhando os atletas. Tivemos servico de van fazendo o traslado para os atletas, massagem na barraca, frutas e a tradicional participacao dos professores, dando aquele apoio fundamental no que é, para muitos participantes, a conclusao de objetivos.

"Uma prova nova, bem organizada, e com percurso não tão fácil como o divulgado. Como a largada e chegada eram em pontos diferentes, colocamos traslado ir até a largada, reunimos todo o grupo numa praça perto da Ponte Estaiada, fizemos alongamento. Tínhamos diferentes objetivos dentro da prova: atletas correndo para tempo, alguns como ritmo de maratona e outros apenas para participar como treino leve.

A largada ocorreu pontualmente às 7h, eu e o Marquinhos corremos acompanhando os atletas, e conseguimos apoiar a maioria. Camila, Marcus e Mario de bike, Mauricio na largada e na chegada e Joice na chegada. Fizemos um ótimo suporte na tenda com massagem, lanches e frutas (morango e pêra) para finalizar mais esse grande evento em que estivemos presentes!"

Destaques: Fernando Bisonti, melhor da Run&Fun 1:21´, Carlos Kawasaki 1:23´, e Karine Cesar, fez em 1:42´, os três ficaram entre os Top 100 da prova!

Parabéns a todos!!

Centro Histórico de São Paulo


Mais uma do último domingo: 50 atletas Run&Fun participaram da 16a Corrida Corpore Centro Histórico, que colocou 7 mil atletas nas ruas do centro de São Paulo.

O percurso de 9km passa por belos cartões postais da cidade de São Paulo como Teatro Municipal, Pátio do Colégio e Viaduto do Chá. Nosso treinador André Pereira nos conta: "Prova organizada, percurso diferente saindo da normalidade de USP e Marginal. Corri o percurso largando de trás e progredindo do km 3 até o final . A prova tem como dificuldade o percurso com algumas subidas e muitas curvas"

Além do André, estiveram presentes acompanhando os atletas Run&Fun, os treinadores Chicão , Renata e Lucio. Wilson foi o fotógrafo de plantão, responsável pelos registros que podem ser conferidos aqui!

Tivemos alguns casos únicos nestam prova:

- Corrida com peso extra: Lucirene Orkov, chegou atrasada, não conseguiu passar na barraca Run&Fun e fez parte da prova com a mochila nas costas!

- Visitante mineirinha: Adilson Yonanami nos apresentou a sua amiga mineira, lá de Uberlândia, que veio para a prova.

- Classificação: Odete ficou 5° na classificação geral!

E a treinadora Renata Prícoli completa: "O dia estava lindo e fresquinho, porém o sol estava muito quente. Ninguém sofreu por conta disso, todos hidrataram muito e terminaram a prova bem. Alguns alunos ressaltaram a questão do percuso, muitas curvas e afunilamentos, além das subidinhas. Mesmo assim todos adoram essa prova, justamente pelo o que o Andre falou, sai um pouco da USP, Marginal, Joquei. É uma visão diferente do centro da cidade. Tanto que as inscrições para essa prova acabam rapidinho!" e completa: "Dessa vez observei muitos seguranças em toda estrutura da prova, nas barracas, no percuso, achei isso muito legal. A porção de morangos na tenda fez sucesso!"


Parabéns à todos!






Simulado de Triathlon - Riacho Grande/ SP




Neste sábado, 06/08/11, tivemos o Simulado de Triathlon em Riacho Grande - SP. Três corajosos atletas Run&Fun (a semana foi fria!) participaram do treino: o Mussa, o Gustavo Bueno e o Victor Carmagnani.

O encontro foi marcado para as 7h e lá estavam todos, ansiosos para cumprir a missão. A temperatura da água estava 18ºC; "parecia bem menos", nos conta o treinador Silvio Camargo. "O local é muito organizado e de fácil localização. Todos os inscritos recebem um kit com revistas e uma pulseira com o número da baia onde colocará sua Bike e um outro número para colocar na roupa de borracha."

O treinador Alexandre Bovenzo também esteve por lá, acompanhando os destemidos atletas. "Os atletas pagam entre 40 e 70 reais pela inscrição (depende da distancia do treino). O local de transição é seguro e conta com banheiros, apoio dos bombeiros na natação, tenda com frutas, lanche e refrigerante para pós treino, 2 nutricionistas que tiram as duvidas dos atletas em relação a quantidade de alimento que deve ser ingerida de acordo com o treino que ele fez."

O professor Silvio completa: "No final todos estavam super felizes!"




Galera do triathlon, programe-se: todo mês, um treino diferente!

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

O exercício físico combate o diabetes.

Olá amigos da Run&Fun.

O diabete melito é uma doença prevalente, acometendo aproximadamente 8% da população brasileira. Somente 10% dos diabéticos são classificados como tipo 1, com aparecimento da doença durante a infância e também chamado de insulino-dependente. A grande maioria (90%) dos portadores de diabete é classificada como tipo 2, que é considerado um distúrbio metabólico de causa multifatorial e possui a resistência insulínica como característica fisiopatológica principal. Influência genética tem sua importância, porém sabemos que o estilo de vida “moderno” com dieta hipercalórica e hipergordurosa, atividade física inadequada e descontrole do peso são os fatores mais importantes.

A prevenção do diabete e o seu controle quando instalado são fundamentais para a promoção da saúde e a prevenção das doenças cardiovasculares. Seguimento clínico, dieta adequada e atividade física regular são os pontos chave para o sucesso.

Atividade física regular interfere no principal mecanismo fisiopatológico do diabete melito tipo 2 que é a resistência insulínica na musculatura esquelética. Diversos estudos já demonstraram que os exercícios regulares melhoram a sensibilidade das células musculares à insulina, controlando as taxas de glicose no sangue.

Quem não possui diabetes, mas possui risco aumentado para desenvolvê-lo, ou seja, possui histórico familiar, está fora do peso e se alimenta mal inicie um programa de atividade física após ser avaliado por uma equipe de saúde multiprofissional. Se você é diabético fique atento, seja inteligente e use o melhor “remédio” para o seu controle, os exercícios regulares. Com certeza seu médico já lhe orientou, só falta você começar!! Agora se você já se exercita regularmente estimule as pessoas com sua experiência, assim teremos um mundo mais “light”.

Henrique Grinberg
Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e pelo Instituto do Coração – HC-FMUSPMédico Cardiologista do Hospital Sírio Libanês – SP e do Hospital Nipo Brasileiro - SPhenrique.grinberg@hotmail.com

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Proximidade, Inovação e Conhecimento: PIC, o DNA da Run&Fun



No último sábado, 30 de julho, a equipe de treinadores e do escritório da Run&Fun encontrou-se para a Reunião Geral de Alinhamento. Com muita seriedade e descontração - como não podia deixar de ser, já que estes valores estão presentes em nosso dia a dia - foram compartilhadas as conquistas da empresa que chega a maioridade (18 anos completos) com quase 2 mil atletas em 3 capitais brasileiras!



Esta reunião é a continuidade dada ao plano iniciado em 2010, quando, orientados pelo experiente consultor Carlos Lacaz, foi definida a estratégia baseada em 3 características presentes no DNA da Run&Fun: Proximidade, Inovação e Conhecimento, o PIC.

Passado um ano de estratégia lançada, chegamos a hora do reconhecimento: o Prêmio PIC 2011 premiou 3 pessoas que destacaram-se na aplicação prática das nossoas características:

Prêmio PIC Proximidade: Maurício.

Ninguém há de negar o quanto valorizamos o contato, a troca e o carinho! Maurício, além de treinador, e grande "máquina" de novas idéias e sugestões, é responsável por toda a parte de cadastro, inscrição, envio de e-mails. E sabe quem é quem - quem é cada atleta!
Parabéns Maurício!!

Prêmio PIC Inovação: Wilson.


Sabe aquela madeirinha que fica ali presa com o porta copos ao lado do galão de Gatorade? O inventor da engenhoca é o Wilson! Ele conquistou o prêmio Inovação por conseguir sair do lugar comum ao criar e implementar uma solução ímpar! Valeu Wilson!

Premio PIC Conhecimento: Paulo de Tarso


Ele está conosco desde os primórdios da empresa. Além de atleta exemplar e empenhado, Paulo nunca parou de buscar o conhecimento, o auto-desenvolvimento. Aos 54 anos Paulo faz pós graduação em Biomecânica! Never-stop Paulo, never stop!