quarta-feira, 25 de abril de 2012

Vítimas de parada cardiorespiratória: os primeiros socorros podem ser feito por você.

O suporte básico de vida (SBV), tradução de basic life suport (BLS) é o nome dado para um conjunto de medidas que visa dar suporte para vítimas de parada cardiorespiratória. Esse treinamento está protocolado e suportado por pesquisas científicas que garantem a eficácia dos procedimentos executados no cenário das paradas cardiorespiratórias. A associação americana de cardiologia (AHA – American Heart Association ) é a responsável pela divulgação mundial desse treinamento e no Brasil várias instituições são habilitadas para ensinar profissionais da saúde e leigos no assunto.

Recentemente veiculou na mídia episódios de morte súbita (MS) em atletas jovens (3 jogadores de futebol com 14, 24, 25 anos e 1 jogador de voley aos 37 anos), uma só foi revertida com sucesso, após intervenções baseadas no SBV, principalmente porque o atleta recebeu, no tempo adequado, a desfibrilação com aparelho chamado DEA (Desfibrilador Externo Automático), popularmente chamado choque no peito, além da massagem cardíaca (corretamente chamada de compressões torácicas), das ventilações e do suporte avançado.

O treinamento do suporte de vida deve ser divulgado para a população, e obrigatório para as pessoas que lidam com atletas nos treinamentos e nos jogos. É ensinado para as pessoas através de curso protocolado e capacita o indivíduo para atuar frente situações de morte súbita e literalmente ressucitar a vítima. Nada disso vale se o DEA não está disponível próximo à cena do incidente.

Desde 2008 há uma lei na cidade de São Paulo que exige a presença do DEA e de pessoas habilitadas para usá-lo, em locais com circulação diária de pelo menos três mil pessoas ou que concentram no mesmo momento ao menos 1,5 mil pessoas.

A grande maioria das MS em atletas é devido à arritmias malignas chamadas de fibrilação ventricular e taquicardia ventricular sem pulso e a única medida eficaz contra elas é a desfibrilação.

Dr. Henrique Grinberg
Especialista em Cardiologia pela Sociedade Brasileira de Cardiologia e pelo Instituto do Coração – HC-FMUSP
Médico Cardiologista do Hospital Sírio Libanês – SP e do Hospital Nipo Brasileiro - SP
henrique.grinberg@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário