sexta-feira, 29 de agosto de 2014

6 dicas para começar a correr!

A corrida além de ser o esporte mais democrático que existe é um dos mais eficientes para se manter saudável.

Faz bem ao coração, fortalece a massa muscular, ajuda no combate do colesterol e à osteoporose, auxilia no tratamento contra depressão, ansiedade e claro, na busca pelo peso ideal. Esses são alguns dos tantos benefícios que a corrida oferece e se você está aí parado, mas quer começar, confira as nossas dicas para começar bem.

by Emre Ergin


Vamos lá!

6 dicas para começar a correr


1 - Avaliação médica
Você pode pensar: "não preciso de um médico, me sinto ótimo!". Bom, você provavelmente tem convênio médico, o que custa marcar e informar ao médico que vai começar a atividade física? Você fará uma avaliação que é importante para começar com o pé direito! E ainda aproveita para atualizar o check up!

2 -  Um passo de cada vez
A dica aqui é começar devagar e conforme o treino evolui você começará a alterna caminhada leve e moderada. O seu corpo receberá novos estímulos e vai começar a "acordar" para essa nova atividade. Aqui, qualquer esforço a mais pode resultar em lesões e trauma do tipo "isso não é para mim".

Essa fase é a que chamamos de adaptação e é fundamental no início. Comece com a caminhada e perceba a sua pisada, o correto é pisar primeiro com o calcanhar e o dedão é o último a tocar o solo. Tente manter a coluna ereta e os braços levemente dobrados com os ombros relaxados. Confira um vídeo com 3 dicas para melhorar a sua postura na corrida.

by Ken Douglas


3 - Local e horário do treino
Escolha um lugar tranquilo com terreno plano e que há movimento de pessoas - assim há mais segurança. Quanto ao horário, procure um espaço na sua agenda em um período que você se sinta bem. Não adianta começar a treinar às 6h da manhã se você odeia acordar cedo. Se você fizer isso essa nova rotina não vai durar uma semana. Para criar um hábito é preciso criar condições favoráveis para que esse algo novo se encaixe na sua vida.


4 -  O tênis
É importante usar um que você se sinta bem e que seja para prática esportiva. Com o tempo você vai pegar o gosto pela corrida e aí vale a pena ir a uma loja em que você consiga avaliar a sua pisada e investir no tênis ideal para você.

(by Aaronth)


5 - Alimentação
Saco vazio não para em pé! Lembre-se de se alimentar entre 1 hora e meia hora antes e prefira algo leve que tenha carboidrato como uma maça, um pão integral com queijo branco.

6 - Muita calma nessa hora!
Por último, sinta até onde você pode ir. Seu corpo vai te mostrar o limite. Sentiu algum desconforto como uma tontura ou dor intensa? Pare imediatamente. É normal sentir um pequeno cansaço no início, afinal, você está começando. Mas conheça o seu ritmo. E claro, não esqueça da água! Hidratação é fundamental!




sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Correr para emagrecer! Confira as dicas para perder peso com a corrida


(by jacsonquerubin)

Emagrecer é o desejo de quase todo mundo. No caso das mulheres, mesmo que estejam no peso ideal, sempre tem aqueles 2 quilos que não precisariam pesar na balança. Mas para emagrecer com saúde e atingir os objetivos em menor tempo, todo mundo sabe que é preciso aliar uma boa alimentação e atividade física.

Muita gente busca na corrida uma solução para a perda de peso. Porém, é preciso saber algumas coisas para que o treino seja eficiente. Afinal, não basta colocar o tênis e dar algumas voltinhas na praça sem estar atento a freqüência ideal e estímulo de treino.

Se você quer emagrecer dá uma olha em algumas orientações que o Renato Dutra, diretor técnico da Run e Fun, explicou para gente.

Como deve ser o treino para quem quer emagrecer?

Quando o assunto é correr para emagrecer, estudos recentes mostram que treinos mais intensos (acima de 90% da frequência cardíaca máxima) e principalmente os intervalados (aqueles que alternam períodos mais curtos e em ritmo forte com intervalos de caminhada/trote bem leve) exercem um efeito mais potente para queimar gordura.

Apesar de durante o treino a principal fonte energética ser o carboidrato, após o treino o corpo passa a queimar mais gordura e continua queimado por muitas horas. Este efeito não acontece com os treinos mais longos e os de menor intensidade.

Os pesquisadores acreditam que a descarga de adrenalina e de GH (hormônio do crescimento e que também ajuda a queimar gordura) após sessões mais intensas tem um papel importante neste sentido.

(by Willian Ward)


Qual deve ser o tempo do treino e a frequência ideal? É importante saber que é após 20 minutos de treino que o seu organismo começa a queimar gordura  de maneira mais intensa. Sendo assim, é interessante fazer em torno de 40 minutos a 1 hora para conseguir queimar gordura. Quanto a frequência é ideal treinar 2 a 3 vezes por semana intercalado dia de descanso, principalmente, para quem está começando ou que está com sobrepeso. 

É preciso dar o devido descanso, pois seus músculos e ossos estão se adaptando ao estímulo da corrida. Dessa forma você previne lesões e não deixa de treinar porque se machucou ou exagerou no treino.

E o que comer antes e depois do treino?

Antes de falar o que comer é importante saber que mesmo que você esteja fazendo dieta é fundamental seguir algumas regrinhas básicas para perder peso do jeito certo - que é perder gordura em vez de massa muscular, por exemplo. Assim, antes do treino coma algum carboidrato para ter energia e evitar a queima de massa muscular, como maçã, pão integral, por exemplo. Depois da corrida você vai precisar de proteína para recuperação e reconstrução da fibra muscular. Algumas sugestões são: frango ou bife grelhado, sanduíche de peito de peru ou castanhas. Claro que uma dessas opções e não tudo junto!

E se precisar daquele força, lembre-se!

A equipe de professores da Run e Fun tem oferecido treinos focados nesse objetivo, uma vez que o emagrecimento cada vez mais vem sendo o desejo (e necessidade) de muitas pessoas.

E não esqueça de fazer uma avaliação médica antes de começar!

Bom treino!



sexta-feira, 15 de agosto de 2014

O que você precisa saber sobre meias de compressão

Entre tantos materiais e novidades que prometem melhorar o desempenho do corredor, as meias de compressão são acessórios cujo principal benefício é a regeneração muscular após treinos mais longos.

Porém é preciso pesquisar bem para saber se você pode e deve fazer uso dessas meias - uma vez que o mau uso pode provocar efeitos prejudiciais.

Conversamos com Renato Dutra, diretor técnico da Run e Fun que esclarece o assunto.

bym.p.3



Por isso, antes de aderir aos uso das meias, seja para performance ou por tendência de moda (sim, há quem use apenas por "estilo"), converse com um médico vascular e havendo indicação pesquisa o modelo ideal para você.


Essas meias são provenientes de estudos antigos e recomendadas para quem necessita do seu uso durante o dia a dia como forma de suprir a deficiência no retorno venoso (retorno do sangue das pernas para o resto do corpo).


Para quem é indicado as meias de compressão?
As meias são indicadas para corredores altamente treinados. Alguns atletas mostram melhora da performance, mas outros não. O tema ainda é polêmico, porém nota-se a diminuição do desgaste provocado por treinos mais intensos ou longos.

Também são indicadas para pessoas que comprovadamente apresentam alguma anomalia vascular. Ou seja, após avaliação do médico vascular (essa especialidade é voltada para tratamento das artérias, veias e vasos linfáticos).  


Existe alguma restrição de uso?
Sim. É preciso inicialmente fazer uma avaliação com o médico vascular e também avaliar o formato da perna. Há pessoas com a canela fina e panturrilha bem desenvolvida, por exemplo, e as meias de modelo padrão não consideram este caso particular.
Outra dica importante é aprender a vestir a meia do jeito correto. Isso porque se mal colocada pode causar efeito contrário, ou seja, "garrotear" a perna (estrangulamento das veias e artérias).



Qual é a marca que você recomenda?
Eu recomendo a Bauerfeind, uma marca alemã muito respeitada. Há diversas marcas esportivas que também fabricam essa meia, porém restritas aos tamanhos P, M e G. A Baeurfeind tem a maior gama de tamanhos e principalmente de formato de pernas.


Dica do treinador!
Em se tratando de meias de compressão, o tiro pode sair pela culatra. Se a meia não estiver adequada ao formato da perna, o atleta corre o risco de sofrer efeito contrário. Isto é, a meia acaba aprisionando o sangue nas extremidades inferiores e aí o resultado é muito pior do que não usar qualquer meia de compressão.


Obs: Esses post não é publicitário. A indicação da marca é apenas uma recomendação do professor e não tem qualquer cunho comercial.


segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Maratona de Berlim: dicas, curiosidade e playlist pra treinar

A pouco mais de 1 mês acontece o grande desafio para muitos atletas que estão treinando forte para fazer os 42 km na linda cidade alemã. A Maratona de Berlim é uma das principais provas do mundo e faz parte da World Marathon Majors, assim como as maratonas de Boston, Nova York, Tóquio e Londres.


Além de uma organização impecável, a prova é conhecida também por quebras de recordes devido ao seu percurso plano, rápido, em uma época de clima ameno e claro, por atrair os melhores atletas do mundo.

Para você que está treinando, ou pretende um dia chegar lá, reunimos algumas curiosidades sobre a maratona. Esse post não tem a intenção de trazer detalhes técnicos, práticos que irão mudar a sua performance. Mas que podem servir de assunto para muitos bate-papos regados as melhores cervejas que você poderá curtir por lá...depois da prova, claro! ;)



1 - A primeira corrida e os primeiros vencedores

A primeira maratona de Berlim aconteceu em outubro de 1974 e reuniu 286 atletas. Imagine só que hoje em dia participam em torno de 40 mil corredores! Os primeiros vencedores foram, no  grupo masculino, Gunter Hallas com 2:44:53 e no grupo feminino, Jutta von Haase  com 3:22:01.


Portão de Brademburg, by Tom Greuter 




2 - O recorde atual

O melhor tempo na maratona de Berlim é do queniano Wilson Kipsang com 2h03min23s cravado em 2013. A sua marca bateu o também queniano Patrick Makau, cujo recorde foi marcado em 2011 com 15 segundos de diferença.


Wilson Kipsang, by avda-foto



3 - Percurso histórico

O percurso começa no Siegessäule ou Obelisco da Vitória, erigido para comemorar as vitórias militares entre 1864 e 1871. Já a chegada é no magnifico e imponente portão de Brademburg, uma antiga porta da cidade e um grande marco da cidade. Dá uma olhada no mapa abaixo e confira quantos monumentos, prédios e construções históricas fazem parte do cenário da corrida.


Clique aqui para ampliar




4 - Música ao Vivo

Durante o percurso mais de 80 bandas animam os corredores e empurram adiante com sons que variam de jazz a samba.


Música no KM 16, by Marcus Winkler



5 - Uma feira que faz a alegria dos atletas Nos três dias que antecedem o evento, além de fazer os passeios pela linda cidade, uma boa dica é visitar os estantes da maior feira alemã que envolve o mercado de atividade física e qualidade de vida - a Feira Berlim Vital. É uma oportunidade de conhecer as últimas tendências na área de corrida e testá-las - afinal você estará na melhor feira de corrida do mundo.

6 - Playlist para treinar
Encontramos no Spotify algumas playlists criadas por usuários que estão treinando para a maratona também. A que selecionamos abaixo tem 1 hora de duração e é ideal para um treino mais forte e que você terá a companhia de U2, Avicii, Iron Maiden e Coldplay.

Para conferir diretamente do aplicativo do celular, basta procurar por "berlin marathon" e curtir essa e outras playlists. Aproveite e aperte o play abaixo para ouvir agora.




sexta-feira, 1 de agosto de 2014

3 dicas para melhorar a sua postura na corrida

Como já comentamos em outro post aqui para a corrida não basta só correr. E a postura é uma das coisas que você deve ficar atento durante a corrida. 

Isso porque uma postura inadequada gera ineficiência dos movimentos, atrapalha a performance e causa desconforto.

Por isso, para quem está começando a treinar é importante desde o início criar hábitos corretos de postura seguindo as três dicas básicas apresentadas pelo diretor técnico da Run e Fun, Renato Dutra, no vídeo abaixo.

para quem corre, as dicas podem ser úteis também para avaliar se a postura adotada corresponde aos exemplos do vídeo.

(Photo by Ken Douglas)


Assista abaixo e confira as 3 dicas:

Dica 1 - Movimento correto dos braços na corrida

Dica 2 -  Posicionamento do tronco durante a corrida

Dica 3 - Aterrissagem correta dos pés





Esperamos que tenha gostado das dicas. E se tiver alguma dúvida, envie os seus comentários que podemos respondê-los aqui no blog! :)